www.VALTV.org www.VALTV.org



Sex19122014

Back Notícias Entorno / Mundo VIOLÊNCIA, CRIMES, MORTES... NO ENTORNO E BRASÍLIA-DF

VIOLÊNCIA, CRIMES, MORTES... NO ENTORNO E BRASÍLIA-DF

  • PDF

Caro Leitor! Este arquivo poderá ser atualizado no decurso da semana.



Medo no comércio do Itapoã: Quem não paga traficantes, se cerca com grades Quem não paga a traficantes, para não ser assaltado, se cerca com grades para não virar alvo dos bandidos
Ary Filgueira
Publicação: 04/06/2010 08:10

Não é só o silêncio imposto pelos traficantes que impera entre os comerciantes do Itapoã. O medo de assalto também faz parte do cotidiano dos cerca de 400 proprietários de estabelecimentos comerciais situados no local. O que mais se vê na principal avenida comercial — que divide o Itapoã II do Del Lago — são grades em volta das lojas. Elas são fechadas antes mesmo de anoitecer. Dados da Associação Comercial do Itapoã mostram que, por dia, os estabelecimentos do setor habitacional, onde moram 100 mil pessoas, são alvos de até 40 roubos. A área de segurança não confirma essa estatística.

Um dia após denunciar a extorsão dos traficantes aos comerciantes do setor, o Correio retornou ao lugar e entrevistou outras vítimas. Apesar de a polícia negar o fato de os bandidos cobrarem até R$ 500 mensais para fazer a “segurança” do comércio, os empresários confirmaram a história. E dizem por que não denunciam. “Ninguém quer morrer, não é?”, disse o dono de um estabelecimento comercial instalado na QL 8 do Itapoã II, que pediu para não se identificar. O comerciante estava no caixa quando concedeu entrevista. Assim que o último cliente saiu do estabelecimento, ele pediu a um funcionário que trancasse o portão. Eram 11h30.

Ao ser questionado sobre qual o motivo de tanto medo, ele respondeu com a quantidade de assalto que seu comércio já sofreu em quatro anos. “Eu já fui assaltado, pelo menos, oito vezes. A maioria ocorreu nesse horário (de manhã)”, afirmou. Apesar de ficar a 800 metros do posto da Polícia Militar, o proprietário não se sente seguro. “As rondas diminuíram muito aqui”, lamentou. Ele garante que nunca pagou a traficantes para não ser assaltado. Mas já ouviu falar sobre a extorsão. “Se você denuncia à polícia, eles (bandidos) te assaltam”, completou.

A vizinha dele, que também é comerciante, fecha a grade do estabelecimento sempre no período da tarde. Ela fazia o atendimento a um cliente pela fresta quando deu entrevista. “Nesse horário, os bandidos saem para a rua”, disse Maria Barbosa, 27 anos, dona de um comércio na Quadra 7 do Del Lago. “É raro a polícia passar aqui”, disse ela. Maria perdeu as contas de quantas vezes foi assaltada. Por isso, resolveu colocar grande na entrada da loja.

Revolta
A matéria publicada na edição de ontem do Correio deixou o presidente da Associação Comercial do Itapoã, Amilson Braga, revoltado. Segundo ele, a quantidade de assaltos ocorrida por dia no comércio não coincide com os números desse tipo de crime na polícia porque muitos comerciantes deixam de fazer boletim de ocorrência. “Quase a totalidade das vítimas não registra o caso na delegacia porque não acredita mais em solução para isso”, afirmou ele.

Sobre a operação realizada na noite de quarta-feira, que atravessou a madrugada de ontem, ele disse que a medida não surte efeito esperado. “Operação como aquela não adianta nada. A polícia fica aqui umas horas e depois some”, criticou Braga. A ação foi organizada pela 10ª CPMind, responsável pelo policiamento no Paranoá e Itapoã, e contou com o apoio dos batalhões de Operações Especiais (Bope) e de Trânsito (BPTran), e da 6ª Delegacia de Polícia, situada na mesma região. O saldo: um menor apreendido e um condutor preso por embriaguez.

O chefe da 6ª DP (Paranoá), Pablo Aguiar, disse que os comerciantes negaram que estejam sendo obrigados a pagar pela segurança aos traficantes. “Mas vamos continuar investigando”, garantiu. Em entrevista a uma emissora de TV, um comerciante afirmou que tem recebido ameaça de traficantes caso não pague a “mensalidade”. O delegado ironizou os números de assalto estimados pelo presidente da Associação Comercial. “Se tem isso, só ele está sabendo. Pelos meus cálculos, a delegacia não registra uma média de cinco por dia”, garante Pablo Aguiar.

Sargento é afastado

 

O sargento Angerlei Berger foi afastado da 10ª CPMind (Paranoá). A situação do policial, no entanto, pode piorar, caso a corregedoria da corporação comprove as denúncias de envolvimento dele com o trabalho de vigilância informal — o chamado “bico” (1)— conforme mostrou o Correio na edição de ontem. O processo administrativo já está em tramitação. “Ele teve de entregar a arma e, agora, fará serviços internos na Polícia Militar”, informou o delegado Pablo Aguiar, após falar com o comandante da PM no Paranoá, o tenente-coronel Alexandre Sérgio.

Em entrevista ao Correio essa semana, Berger diz cobrar até R$ 5 por dia para proteger os estabelecimentos do Itapoã. “Da quadra 303 até a 378 do Del Lago, é tudo minha (sic)”, afirmou ele. O militar também terá de se explicar na Polícia Civil. “Ele pode pegar até três meses de prisão pelo crime de exercício ilegal da profissão”, explicou Pablo. O militar distribuiu inclusive um panfleto no comércio oferecendo os serviços de vigilância, que ele considera como “segurança social”.

Lista extensa
O policial disse ter em sua lista de clientes 50 comerciantes da principal avenida comercial do Itapoã. Segundo o seu entendimento, a prática não é irregular, pois o preço cobrado era “simbólico”. Na mesma reportagem, Berger disse que o trabalho era voluntário. Mas se contradisse ao explicar que utiliza a arrecadação para custear a gasolina da Chevrolet S-10 e o pagamento dos dois homens que trabalhavam com ele. “E, claro, tem de sobrar algum trocado para mim, porque ninguém trabalha de graça”, admitiu o sargento Berger.

A atuação do policial como vigilante no horário de folga indignou o presidente da Associação Comercial do Itapoã, Amilson Braga. Para ele, a prática realizada pelo sargento é uma contravenção. “Ele também acaba fazendo o mesmo que os traficantes: extorquindo os comerciantes. Segurança pública é um direito de todos”, concluiu. (AF)

 1 - Serviço proibido
A lei nº 7.102, de 1983, que dispõe sobre a segurança em comércio, estabelece que o serviço de segurança particular deve ser executado exclusivamente por empresas especializadas. Elas devem ser cadastradas pela Polícia Federal. Se o vigilante em atividade ilegal reincidir, responde por crime de desobediência (artigo 312 do Código Penal). A pena pode chegar a dois anos de prisão. A portaria da Polícia Militar, editada mês passado, proíbe “bicos” de profissionais da corporação como vigilantes.

Fonte: Correio Braziliense



Ladrões fazem arrastão em cidades diferentes
Ariadne Sakkis
Publicação: 04/06/2010 08:20

Dois homens foram presos na madrugada de ontem acusados de furtar pelo menos seis veículos na Asa Norte, em Águas Claras e Ceilândia apenas na noite da quarta-feira última. Moradores da 409 Norte se assustaram com três carros que entravam e saíam da quadra repetidas vezes, sempre em alta velocidade, e chamaram a polícia. O morador de rua Francisco José da Silva Albuquerque, conhecido como “Chico Farinha”, 36 anos, foi o primeiro a ser preso. Ele foi abordado por policiais militares na entrequadra 213/214 Norte quando estava dentro de um VW Gol azul. Após uma consulta ao sistema de cadastramento de veículos, os policiais militares entraram em contato com o dono do carro, que confirmou o furto, realizado na 409.

Francisco da Silva foi levado à 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte) e confessou, durante o interrogatório, que contou com a ajuda de Rodrigo Siqueira da Silva, o “Goiaba”, 24 anos. “Rodrigo tem passagens por roubo e furto de carros desde 2002” afirmou a delegada-chefe da 2ª DP, Mônica Ferreira. Chico revelou ainda que os dois também tinham roubado em Águas Claras um Fiat Elba, encontrado batido e abandonado na altura da 212 do Eixinho da Asa Norte, e outro VW Gol branco na 407 Norte.

Flagrante
Como já conheciam “Goiaba”, os policiais sabiam que o suspeito havia se mudado para Águas Claras. O acusado foi preso em flagrante e em sua casa foram encontrados um Ford Escort, furtado na Asa Norte; uma motocicleta Honda, levada de Ceilândia; e a chave de um Honda Fit, também roubado na Asa Norte, mas que não foi localizado. Segundo os policiais, este último veículo teria sido trocado por drogas em Ceilândia. Nivaldo Matias Folha, 22 anos, foi identificado como o terceiro ladrão, mas não foi preso porque não houve flagrante. Os três serão indiciados por furto (1)qualificado e podem pegar de 2 a 8 anos de cadeia.

1 - Ranking
De todo o Distrito Federal, Brasília é a campeã em furtos de veículos. Segundo levantamento da Polícia Civil, só nos primeiros quatro meses de 2010, foram furtados 758 carros no Plano Piloto, 61 a mais do que no mesmo período do ano passado. O total registrado na capital é mais que o dobro do computado em Taguatinga, que ocupa o segundo lugar de maior risco de furto — 365 veículos foram levados pelos bandidos na cidade neste ano.

Fonte: Correio Braziliense



Homem morre durante assalto em Alexânia

Publicação: 04/06/2010 09:05 Atualização: 04/06/2010 10:03

Um homem morreu durante um assalto em Alexânia, cidade a 71km de Brasília, na noite desta quinta-feira (3/6). O crime ocorreu por volta das 21h, em um bar, na Rua Sem Nome, quadra 318, no Setor Morada Nova.

De acordo com agentes da Delegacia de Polícia (DP), de Alexânia, três homens armados entraram no estabelecimento e anunciaram assalto.  Valdemir Ferreira da Silva, 44 anos, estava saindo do banheiro do estabelecimento, quando levou um tiro no peito. A vítima ainda tentou andar, mas morreu no local. Após o crime, os assaltantes fugiram, encapuzados.

Ainda segundo a delegacia, os criminosos não foram encontrados. No entanto, a polícia está a procura dos suspeitos.

Fonte: Correio Braziliense



Estudante que confessou ter matado a mãe vai a júri popular

Noelle Oliveira
Publicação: 04/06/2010 08:08

O estudante de administração Anderson Ferreira da Silva, 28 anos, vai a júri popular. O Tribunal de Justiça acatou a denúncia da Promotoria do Tribunal do Júri de São Sebastião e pronunciou o jovem pelos crimes de homicídio qualificado por motivo fútil, ocultação de cadáver e comunicação falsa de crime. Anderson confessou à polícia que matou a mãe, Rosilda Maria de Fátima Silva, 48 anos, em 14 de abril, após uma discussão sobre o volume da televisão. Ele teria usado um martelo para golpear Rosilda e depois enterrou o corpo dela dentro de casa, numa área que era destinada a jardim de inverno. No dia seguinte, o estudante procurou a delegacia da cidade e comunicou o desaparecimento da mãe.

Em poucos dias, o acusado distribuiu cartazes com a foto de Rosilda e telefone de contato para quem tivesse informações sobre o paradeiro da mãe. O corpo foi encontrado pelos bombeiros em 12 de maio, quando ele foi preso pela polícia. No dia seguinte, a Promotoria do Tribunal do Júri de São Sebastião apresentou denúncia contra o estudante. Anderson Ferreira está preso e aguardará o julgamento atrás das grades.

Fatores como a ausência de culpa — Anderson saiu para comer uma pizza com uma suposta namorada e um amigo 24 horas após enterrar a mãe — e a meticulosidade para forjar uma situação que afastasse qualquer suspeita foram apontados pelo Ministério Público do DF (MPDFT) em sua denúncia ao TJDFT. De acordo com agentes da 30ª DP, mesmo após preso e ciente dos crimes pelos quais será indiciado — que podem lhe render de 13 a 33 anos de reclusão —, Anderson não se afetou. Permaneceu tranquilo e inalterado, mesmo estado que apresentou enquanto policiais e bombeiros faziam busca em sua casa e resgatavam os restos mortais da vítima. “Minha mãe tratava todo mundo no grito”, teria dito a um agente. Laudo do Instituto Médico Legal (IML) confirmou que a morte decorreu de traumatismo craniano, causado por objeto contundente, o que reafirma a versão de que o objeto seria mesmo um martelo. O irmão de Anderson, Alessandro Ferreira da Silva, foi procurado pelo Correio para comentar a decisão do tribunal, mas não atendeu às ligações.

Fonte: Correio Braziliense


Homem mata ex-mulher com 44 facadas em Sobradinho II
Publicação: 04/06/2010 11:15 Atualização: 04/06/2010 11:24

Um homem matou a ex-mulher com 44 facadas, nesta quinta-feira (3/6), às 20h30, em Sobradinho II. Os dois foram casados por 15 anos e estavam divorciados há um, mas ainda dividiam o mesmo lote. O crime foi motivado por ciúmes.

De acordo com agentes da 35ª Delegacia de Polícia (DP), de Sobradinho II, a ex-mulher Genilda dos Santos Moreira, 40 anos, conversava com uma vizinha sobre o novo namorado, quando o ex-marido Marcos Elias Moreira Silva, 47 anos, ouviu o assunto e iniciou uma discussão que terminou com a morte de Genilda. Após o crime, Silva ainda tentou se suicidar com facadas, mas não conseguiu.

O criminoso foi denunciado pela amiga da vítima, que presenciou a cena. Marcos Silva foi encaminhado à 35ª DP, onde confessou o crime. Ele responderá por homicídio doloso, quando há intenção de matar.

Fonte: Correio Braziliense


Polícia prende quadrilha que roubava carros na Asa Norte
Luis Augusto

Atualizado em: Quinta-feira, 03/06/2010 às 20:41:46
luisaugusto@jornaldebrasilia.com.br

Investigadores da 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte) prenderam dois homens em flagrante. Eles são suspeitos pelo furto de seis veículos em apenas uma noite. 

 Além de Rodrigues Siqueira  da Silva, 24 anos, conhecido como Goiaba, e Francisco José da Silva Albuquerque, 36 anos, a polícia prendeu ainda, Nivaldo Matias Folha, 22 anos, o Nem. O trio furtava e roubava carros, principalmente, nas quadras 409 e 411 Norte. Mas segundo a delegada Mônica Ferreira, chefe da 2ª Delegacia de Polícia, há registro da atuação dos ladrões, em Águas Claras e Ceilândia.

O esquema foi desarticulado depois que moradores da 411, telefonaram para a Polícia Militar contando que um Gol e um Elba, entravam e saíam constantemente da quadra. Após a denúncia, policiais do 3º Batalhão de Polícia Militar (Asa Norte) saíram a procura dos veículos. O motorista Francisco Albuquerque, morador de rua, foi abordado na 213/214 Norte, às 3h. 

Os militares suspeitaram que ele não era o dono do carro. Pela placa identificaram o proprietário. O homem, morador da 409 Norte, dormia e sequer sabia do furto. Em seguida, encontraram o Elba e com pneus furados, na altura da 213/214, no mesmo setor. Levado para a delegacia, Francisco denunciou o cúmplice. Disse que furtou o carro com Goiaba, morador em Águas Claras. 

No endereço do suspeito, a polícia encontrou um Gol, um Escort e uma motocicleta. De acordo com a delegada Mônica, cada um dos suspeitos tinha um carro. Os outros eram trocados por droga. Investigadores procuram um Fiat Honda, negociado com traficantes, mas até o fechamento desta edição o veículo não havia sido localizado. A polícia garante que Goiaba usava uma chave mixa para abrir os carros e já foi preso dezenas de vezes, desde a adolescência. 

Leia mais na edição desta sexta-feira (04) do Jornal de Brasília.

Fonte: Da redação do clicabrasilia.com.br


Com os PMs do 5º Batalhão traficante não tem vez
02/06/2010 Postado por: Fernanda Karolina Lopes-SD PMGO

Policiais militares de Bom Jesus, equipe composta pelo 2º sargento Donizete e soldado Claiton, sob responsabilidade do comandante do destacamento 1º Sargento Wellington, prenderam Rone Sousa Duarte, 28 anos e Carlos Henrique Oliveira, 18 anos, acusados de Tráfico de Drogas.

Os militares foram solicitados por um agente da Policia Civil para dar apoio em uma abordagem em um veiculo GM Kadett, cor prata, que estava vindo da cidade de Maurilândia-GO com destino a Bom Jesus pela BR 452, e segundo informações os autores estariam trazendo uma grande quantidade de drogas para abastecer a cidade de Bom Jesus.

Nas proximidades do KM 101, entrada de uma Granja os militares visualizaram o referido veículo com dois acusados, momento onde foi determinado para que os mesmos parassem o veículo. Ao visualizar os PMs empreenderam fuga, sendo acompanhado pelos policiais, e no momento que os suspeitos perceberam que seriam abordados, jogaram pela janela do veículo um pacote, parando pouco adiante, abandonando o veiculo as margens da rodovia e entrando em uma mata, porém, sem êxito na fuga.

Após a prisão dos acusados, os Militares localizaram o pacote jogado pelos autores, o qual se tratava de uma grande pedra de Crack, de 205 gramas, que renderia aproximadamente 300 pedras para venda. Com eles também foram encontrados a quantia de R$ 111,55 (Cento e Onze Reais Cinqüenta e Cinco Centavos) em moeda corrente e um cheque do Banco Unibanco no valor de R$ 184,77.

Os acusados, juntamente com todo material encontrado, foram levados a Delegacia onde foram autuados em flagrante por Tráfico de Drogas.

Fonte: soldado NEIR GARCIA – 5º BPM – Itumbiara
Fonte: PM-GO


Estelionatários que aplicavam golpes em idosos são presos
Publicação: 02/06/2010 20:18 Atualização: 02/06/2010 20:18

Na manhã desta quarta-feira (2/6), agentes da Delegacia de Falsificação e Defraudação (DEF) prenderam três estelionatários que aplicavam golpes em idosos nas portas de bancos. José Roberto da Silva Olinto, 25 anos, seu pai, Pedro Olinto, 45, e Roberto Brito da Silva, 36, foram pegos por dois agentes, que investigavam o caso há cerca de uma semana. As denúncias foram feitas pelos próprios bancos, que reclamavam da grande quantidade de golpes.

Os acusados ofereciam ajuda às vítimas, pegavam as senhas e trocavam seus cartões. O trio também roubava o dinheiro dos idosos no momento do saque. O truque consistia em chamar a atenção da vítima com uma cutucada no ombro, fazeando-a se virar. Enquanto isso, um outro comparsa pegava o dinheiro que acabava de ser sacado.

Com eles foram encontrados R$ 44 mil, mas a polícia suspeita que essa quantia não corresponda a todo o dinheiro roubado. Seungo a polícia, é possível que parte do dinheiro tenha sido gasta ou transferida para contas bancárias.

De acordo com a polícia, os acusados já aplicaram golpes na Paraíba, estado de origem de dois deles, no Rio de Janeiro e em Pernambuco. Os três já tinham passagem por estelionato e podem pegar até 20 anos de prisão.

Fonte: Correio Braziliense


Acusados de roubo são presos pela Polícia Militar de Formosa
02/06/2010 Postado por: Karise Néris-Ten PMGO

Policiais Militares de Formosa, registrou uma ocorrência de roubo à 02 bicicletas avaliadas em R$ 9.000, 00, realizado por três homens que ameaçaram as vítimas com a utilização de um facão, na Avenida Tancredo Neves próximo a APAE, em Formosa.

Através da coleta de dados das vítimas, a equipe conseguiu recuperar um das bicicletas, iniciando a procura da segunda bicicleta roubada.

Depois de realizarem vários levantamentos, os policiais militares  do GPT foram à uma residência localizada na Rua 01 do Bairro São Benedito, onde localizaram a segunda bicicleta marca PróShock roubada e um facão que possivelmente foi empregado no crime.

 No local, a Polícia Militar também realizou a prisão dos suspeitos identificados como Luiz Gustavo Alves de Oliviera, de 19 anos, Willian Alcantara de Carvalho, de 18 e um adolescente de 15 anos de idade.

Imediatamente os acusados foram conduzidos ao CIOPS juntamente com a bicicleta recuperada e o facão, onde os mesmos foram prontamente reconhecidos como sendo os autores do crime. Os suspeitos foram autuados em flagrante delito pelo crime de roubo – artigo 157 do Código Penal.
 
Fonte: Major Ricardo Mendes Comandante do Batalhão 16º BPM - Formosa
Fonte: PM-GO


Homem é assassinado em Águas Lindas


Thalita Lins
Publicação: 01/06/2010 11:10 Atualização: 01/06/2010 11:29

Um homem foi morto, na madrugada desta terça-feira (1º/6), em Águas Lindas (GO), cidade a 47 km de Brasília. Uma testemunha ouviu disparos por volta de 03h15, quando saía para trabalhar.

De acordo com o Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) de Águas Lindas, Daniel de Moura Silva, 20 anos, estava em frente à quadra 19, lote 24 e 25, no Setor Camping Clube, próximo a Pizzaria Paulista, quando levou três tiros, um deles na nuca. O jovem não resistiu e morreu no local. O autor dos disparos fugiu e ainda não foi identificado.

Fonte: Correio Braziliense



Ladrão do DF tenta agir em Goiás e se dá mal.
01/06/2010 Postado por: Karise Néris-Ten PMGO

Equipe do 28º BPM – Anápolis – composta pelo Subtenente Jacinto e Soldados Adenilton e Rios, nesta tarde (01/06) foram atender uma denúncia anônima o qual informava que um indivíduo suspeito estava próximo aos caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal no interior de um dos Shoppings da cidade.

A equipe deslocou imediatamente ao local, detendo Francisco dos Reis de Souza de 31 anos, o mesmo é morador do Distrito Federal e possui passagem pela polícia do DF pelo artigo 155 do Código Penal Brasileiro – Furto.

Os PMs encontraram com o suspeito, um “chupa cabra” – equipamento utilizado para arrombar caixas eletrônicos, bem na hora que o abordado iniciava o arrombamento. Os PMs encaminharam o homem, seu “instrumento de trabalho”, e testemunhas para a Superintendência da Polícia Federal de Anápolis, para as providências legais.  

Fonte: Capitão Sandro - 28º BPM.
Fonte: PM-GO



Homem é assassinado em Águas Lindas

 Um homem foi morto, na madrugada desta terça-feira (1º/6), em Águas Lindas (GO), cidade a 47 km de Brasília. Uma testemunha ouviu disparos por volta de 03h15, quando saía para trabalhar.

De acordo com o Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) de Águas Lindas, Daniel de Moura Silva, 20 anos, estava em frente à quadra 19, lote 24 e 25, no Setor Camping Clube, próximo a Pizzaria Paulista, quando levou três tiros, um deles na nuca. O jovem não resistiu e morreu no local. O autor dos disparos fugiu e ainda não foi identificado.

Fonte: Correio Braziliense



Homem é preso por fazer disparos na rua em Samambaia Norte Testemunhas ligaram para o 190 e chamaram a polícia

Após efetuar disparos em uma rua de Samambaia, na noite de segunda-feira (31/5) um homem foi preso. A polícia recebeu a informação pelo do número 190.

Por volta das 18h40, Luciano Araújo dos Santos, 25 anos, disparou várias vezes para o alto, em uma rua da quadra 407 de Samambaia Norte. Testemunhas ligaram para a polícia, que chegou ao local minutos depois.

Luciano tentou fugir, mas os policiais militares o alcançaram. De acordo com a 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia), ele já tinha passagem. Se condenado, Santos pode pegar de dois a quatro anos de prisão, por porte ilegal de arma de fogo.

Fonte: Correio Braziliense


Ceilândia: menina usaria garrucha para se vingar

31/5/2010 23:45:00

J Roberto – j.roberto@pmdf.df.gov.br
e Anderson Assunção

Uma jovem foi apreendida pelo ato infracional de porte ilegal de arma de fogo. O fato ocorreu na tarde de hoje (31), por volta das 14h, na Área Especial nº 28 de Ceilândia. A equipe, que foi informada por testemunhas, avistou a menor em atitude suspeita. Na abordagem foi encontrada uma garrucha, calibre .380 com uma munição intacta.

Ela foi encaminhada à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA II) para registro do flagrante. Segundo os policiais, ela disse que utilizaria a arma para matar uma outra menina, por vingança.

Policiais que efetuaram a apreensão: sargento Bernardes e soldado Cleverson do 8º BPM de Ceilândia.

Fonte: PM-DF 


Polícia Militar de Itumbiara apreende duas armas em menos de três horas
31/05/2010 Postado por: Guilherme de Castro-SD PMGO

 

 

 

 

Na manhã da última sexta-feira 28 de maio, por volta das onze horas, a equipe da viatura 0903, composta pelo Cabo Bruno e pelo Soldado Ronei, foi acionada via 190 por uma testemunha informando aos militares que um aluno teria feito disparos de arma de fogo na noite anterior, nas proximidades da Escola Municipal Professor Alaor, no bairro Marolina.Após levantamento, os militares se deslocaram à Rua José Martins Miranda onde descobriram que o autor dos disparos era um adolescente de 15 anos. No momento da chegada dos militares a residência do menor, ele relatou, na presença de sua madrasta, o fato ocorrido na noite anterior e informou onde estaria a arma utilizada. Prontificou-se ainda a entregá-la, mostrando onde escondia a arma.

Os policiais realizaram a busca e localizaram um revolver calibre 32 da marca Ina, sem numeração de serie e com cinco munições intactas.

Segundo informações levantadas pelos Militares, o adolescente aterrorizava alunos daquela escola e populares nas imediações.

O adolescente, juntamente com a arma apreendida, foi levado a Delegacia para devidas providência que caso requer.

Já a segunda arma foi apreendida por volta das 13h40, quando a equipe da viatura 0902, composta pelos Soldados Denisio e Macedo, em patrulhamento pela rua Londrina, Bairro Novo Horizonte, encontrou com um veiculo FIAT PALIO de cor vermelha, placa EDC-7895 de Guarulhos-SP, com dois elementos em atitude suspeita. Após verificar no sistema a situação do veiculo, constatou-se que havia queixa de furto.

Com apoio das viaturas 1180 e 0848, equipes compostas pelo Cabo Silva e pelos Soldados Neilton, Carvalho e Marcos, os militares ordenaram que o condutor parasse o veiculo e realizaram a abordagem.

Após a busca pessoal foi encontrada no bolso do condutor, Cleyton Alves da Silva de 24 anos, a quantia de R$ 2.516,00 (dois mil quinhentos e dezesseis reais) em moeda corrente. O outro suspeito foi identificado como Julio Cesar Pereira da Silva, de 29 anos.

Na vistoria do veiculo foi encontrado um Revolver calibre 38 da marca Rossi, com a numeração raspada, sem munições. Os acusados juntamente com o veiculo e a arma apreendida foram apresentados na Delegacia para as devidas providências.

 (Fonte, Fotos: Soldado NEIR GARCIA – 5º BPM – ITUMBIARA)

Fonte: PM-GO



Maguila é preso em Mara Rosa acusado de estelionato

31/05/2010 Postado por: Fernanda Karolina Lopes-SD PMGO

Componentes da 2ª Companhia de PM, em Mara Rosa, realizaram a prisão em flagrante de Walter Cândido da Silva – conhecido também como Maguila – e de Kálita Jovelina Vieira – vulgo pebinha – que estavam praticando adulteração de lacres de extintores de incêndio em Mara Rosa e região.

Em visita de rotina aos comércios da região, foram constatadas possíveis adulterações em extintores de incêndio utilizados nos estabelecimentos, sendo orientado aos comerciantes que informassem a Polícia Militar quando verificada a presença dos suspeitos da prática de tais atos.

Assim, na tarde do dia 27Mai10, os suspeitos se apresentaram com o intuito de realizar a recarga dos extintores, todavia, Walter Cândido e Kálita, que residem em Uruaçu – GO., recolhiam os extintores e realizava a troca dos lacres e adesivos, sem no entanto realizar nenhum tipo de recarga ou manutenção nos equipamentos de proteção contra incêndio.

O tenente Lataliza, juntamente com o cabo Silva e soldado Morais, se dirigiram ao local sendo encontrado durante a abordagem aos acusados notas fiscais falsas, adesivos semelhantes aos utilizados nos extintores e extintores de incêndio que foram apreendidos e exibidos à autoridade policial no Distrito de Mara Rosa.

 

 

http://www.pm.go.gov.br/2008/imprensa/lib/upload_img/phpe4N7lS.jpg

 

 

 “A adulteração de lacres de extintores bem como o uso de notas fiscais frias são crimes, não somente contra o patrimônio do cidadão, mas também contra a vida de pessoas. Em caso de incêndios em que sejam necessários a utilização do equipamento de segurança, o mesmo não terá o efeito esperado, e vidas e patrimônios podem ser perdidos devido a atitudes criminosas desta natureza.” Afirmou o 1º Tenente Lataliza e disse ainda: “Graças ao apoio que temos da comunidade Mararrosense, o trabalho em parceria com todos conseguimos realizar a prisão e retirar de circulação elementos que agem de má fé, lesando o patrimônio alheio e promovendo a insegurança de nossa comunidade”. Concluiu o comandante.

Os acusados foram presos em flagrante, acusados de falsificação e estelionato, conduzidos à DP de Mara Rosa onde ficaram à disposição do Delegado de Polícia e fora exibido os materiais utilizados para a prática delituosa.

Fonte: 2ª Companhia de Polícia Militar (Mara Rosa)

Fonte: PM-GO

 

Rapaz de 28 anos é assassinado enquanto bebia cerveja com amigo


Thalita Lins

 Publicação: 30/05/2010 17:38 Atualização: 30/05/2010 18:46

Um rapaz de 28 anos foi executado enquanto bebia cerveja com um amigo, no início da tarde deste domingo (30/05), em Taguatinga Sul. Segundo testemunhas, um homem armado abordou os colegas dentro de um bar e disparou três vezes contra a cabeça da vítima.

Marcelino Gomes Silva foi o único a ser atingido. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu. O crime ocorreu por volta das 13h, no lote 2 da CSE 5 de Taguatinga Sul.

Conforme afirmou o rapaz que estava junto com a vítima, que preferiu não se identificar, antes de atirar, o homicida teria ironizado uma possível ameaça de morte que Marcelo teria feito ao atirador. “Era você quem ia me matar?”, teria perguntado essa pessoa, antes de disparar contra Marcelo.

A polícia ainda não sabe informar o motivo do crime nem a identidade do atirador.

Fonte: Correio Braziliense

  

PMs do 19º BPM prendem autores de roubo em Colégio municipal
30/05/2010 Postado por: Karise Néris-Ten PMGO

Aconteceu no dia 28 de maio por volta das 18h30 no Jardim Lago Azul, bairro do Novo Gama, área do 19º BPM, o carioca Wellington Kaio Moreira Braga, morador de Brasília, invadiu o Colégio Municipal Alirio Ribeiro, rendendo os funcionários, e arrombaram uma parede que dar acesso à sala de informática do colégio que acabara de receber novos computadores provenientes do Governo Federal.

Os assaltantes carregaram um VW Saveiro de placa do DF, com os dezessete computadores que ainda estavam nas caixas, e também impressoras, copiadoras e vários outros materiais de informática.

Um morador achando estranha a movimentação do veículo entrando no pátio do colégio, além do barulho que fizeram, pela destruição das paredes, acionou a PM através do fone 190. No local os policiais do 19º BPM, Sargento Guimarães, Sargento Fausto, Cabo Borges  soldados Diemi, Edinelson, Medrado, Jesus, Eliete e Cordeiro,  que após uma cerco no colégio pularam o muro e prenderam em flagrante um dos três homens e recuperaram todos os objetos roubados.

 Fonte: Sargento Guimarães – P/3 19º BPM.

Fonte: PM-GO

 
Mulher morre ao ser baleada tentando proteger o filho em Itapoã
Naira Trindade
Publicação: 30/05/2010 14:05 Atualização: 30/05/2010 16:18

A dona de casa Palmiran Santos Ferreira, 51 anos, morreu na manhã deste domingo (30/5) na própria casa ao tentar evitar a morte do filho em Itapoã. Segundo relato de moradores, o jovem estava em um bar próximo de casa com um amigo quando dois homens apareceram fazendo ameaças. Como reação, os dois fugiram para a casa de Palmiran na tentativa de escapar dos bandidos, que estavam armados e começaram a atirar ainda no caminho.

Quando os rapazes entraram na casa, Palmiran decidiu defender o filho e se colocou na frente dos criminosos. Ela levou um tiro no peito. O amigo do filho também foi atingido, na perna e no braço. Os dois foram levados para o Hospital Regional do Paranoá. O rapaz, de 22 anos, está fora de perigo. Já a mulher não resistiu. O filho da dona de casa não teve nenhum ferimento.

Investigação
No início da tarde, peritos da Polícia Civil iniciaram a perícia na casa da mulher, na quadra 3, conjunto H de Itapoã, para dar início às investigações. Ainda não há mais detalhes sobre o crime. A 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá) vai investigar o caso.

Fonte: Correio Braziliense

 

Após 13º caso de suicídio, Justiça autoriza Pátio Brasil a fechar área externa

Depois da 13ª morte, no domingo último, Justiça autoriza shopping da Asa Sul a dar continuidade ao fechamento de sua área externa. Construção estava embargada

Helena Mader
Publicação: 28/05/2010 09:17

Depois do 13º caso de suicídio no Pátio Brasil, registrado no último domingo, a Justiça autorizou a administração do centro comercial a concluir as obras de fechamento da área externa. A construção começou em março deste ano, mas foi embargada pela Administração de Brasília. Como os recursos administrativos apresentados ao governo não surtiram efeito, o shopping recorreu ao Tribunal de Justiça do DF. Na última segunda-feira, a 8ª Vara de Fazenda Pública determinou a suspensão do embargo e a retomada imediata das construções.

 

 

Obra para o isolamento foi vetada pela Administração de Brasília. O centro comercial recorreu à Justiça e conseguiu liminar para reverter o embargo - (Carlos Silva/Esp. CB/D.A Press )

Obra para o isolamento foi vetada pela Administração de Brasília. O centro comercial recorreu à Justiça e conseguiu liminar para reverter o embargo

 

 

O Pátio Brasil investe R$ 10 milhões nas obras de revitalização, que incluem o fechamento do vão central com parapeito de acrílico e o isolamento da área externa do último piso. A reforma da parte interna já está pronta e falta apenas o cercamento da varanda. A obra foi embargada pela Administração de Brasília em 20 de abril. O governo alegou que o shopping não tinha alvará nem licença para fazer a construção. Mas todos os projetos elaborados pelo centro comercial foram previamente aprovados pela administração regional, sem qualquer restrição.

Antes do embargo, os funcionários tiveram tempo apenas de cobrir parte da varanda com uma estrutura metálica. Com a paralisação, as chapas e o material de construção permanecem no local, expostos à chuva e ao sol. A proteção de ferro que antes protegia o parapeito foi removida, deixando a área ainda mais perigosa. Apesar do controle feito por seguranças, é impossível impedir completamente o acesso. Às 15h54 do último domingo, um homem de 56 anos se jogou da sacada, depois de atravessar tranquilamente os corredores do shopping. Foi o primeiro caso desde março do ano passado e também o único registrado depois do fechamento do vão central. Pai de dois filhos menores de idade, ele sofria de depressão e tomava medicamentos controlados, segundo depoimentos de sua mulher à 5ª Delegacia de Polícia (área central de Brasília).

Na decisão em que liberou a continuidade das obras no Pátio Brasil, o juiz Donizeti Aparecido da Silva chamou a Administração de Brasília de “omissa” no caso do embargo. “A administração sequer ofertou as imprescindíveis informações acerca da situação do processo administrativo, colimando (visando à) a expedição da licença para a execução das obras, e, por consequência, ignorada a motivação da sua inércia.”

O magistrado afirmou ainda que a administração não pode “se omitir da sua obrigação, albergada por uma burocracia desmedida e irresponsável”. Para o juiz, a retomada das obras com urgência é importante, “pois suicídios continuam acontecendo, sem providência alguma do poder público, situação com a qual não é permitido ao Judiciário compactuar”.

Cronograma alterado
Antes do embargo, o cronograma das obras previa término em 10 de maio. Como as equipes foram dispensadas, toda a logística terá que ser repensada e será preciso fazer um novo calendário para a construção. O superintendente do Pátio Brasil, Leonel Taffarel, explica que a expectativa é retomar a obra o mais rápido possível, possivelmente já na semana que vem. “Lamentamos muito a inércia do governo nesse caso, que acabou custando mais uma vida. Mas com a decisão da Justiça, poderemos retomar a construção rapidamente. Não queremos que haja mais nenhuma morte”, afirma.

Além do objetivo de poupar vidas, o shopping também não quer mais ver seu nome envolvido com casos de suicídio. Na tarde da última quarta-feira, uma senhora foi à administração do Pátio Brasil, que fica no começo da Asa Sul, cobrar providências para evitar novas ocorrências como essa. Ela recebeu um e-mail com relatos do ocorrido no último domingo e resolveu saber o que está sendo feito para coibir mais mortes. Uma funcionária da administração informou à cliente sobre as obras e sobre o fechamento da área externa.

 "Com a decisão da Justiça, poderemos retomar a construção rapidamente. Não queremos que haja mais nenhuma morte"
Leonel Taffarel, superintendente do Pátio Brasil

 GDF aponta falta de licença

O embargo da construção no Pátio Brasil foi executado pela Agência de Fiscalização do GDF, por determinação da Administração de Brasília. A assessoria de imprensa da administração informou que o projeto de engenharia do shopping só havia sido aprovado “preliminarmente” e destacou que o centro comercial não poderia começar a construção antes da emissão da licença e do alvará. A Administração de Brasília disse ainda que a obra foi embargada porque a construção ocuparia espaço público aéreo maior do que o previsto na legislação.

O superintendente do Pátio Brasil, Leonel Taffarel, nega a informação. Ele garante que a aprovação foi definitiva e mostra os documentos com o carimbo da Administração de Brasília. “Não foi feita nenhuma exigência, nada. Recebemos os projetos com o carimbo de aprovação e começamos as obras. Nada foi feito sem o aval do governo. Por isso, ficamos surpresos com o embargo e recorremos à Justiça”, afirma Taffarel.

Questionamento
Antes da decisão judicial, a interdição da construção do Pátio Brasil foi questionada também pelo Ministério Público. No último dia 20, quatro dias antes de o shopping obter liminar favorável, a procuradora distrital dos Direitos do Cidadão, Maria Anaídes do Vale Siqueira Soub, enviou um ofício à Administração de Brasília pedindo informações sobre o caso e determinando que os técnicos do governo apresentassem sugestões para alterações do projeto do shopping, de forma a adequá-lo à legislação. (HM)


Memória
Reação após reportagem

As obras de revitalização do Pátio Brasil começaram em junho do ano passado, um mês depois de o Correio publicar reportagem sobre os recorrentes suicídios no local. A matéria foi motivada por um caso ocorrido em março de 2009. Pedro Lucas, de 21 anos, se jogou do quarto piso na manhã do dia 9 daquele mês, logo depois da abertura do centro comercial. Em carta encaminhada à Superintendência do Pátio Brasil, o pai do jovem fez um apelo emocionado pedindo providências para que não houvesse outras mortes. Desde a inauguração, já tinham sido registradas 12 ocorrências de suicídio no local. Com o caso do último domingo já são 13.

Depois da reportagem do Correio, o desembargador do Tribunal de Justiça do DF e Territórios Roberval Casemiro Belinati provocou o Ministério Público a intervir na situação e exigir do shopping medidas concretas para evitar novos casos. Em 6 de junho do ano passado, o shopping começou as obras, cuja principal mudança consistiu no fechamento do vão central. (HM)

Fonte: Correio Braziliense

 

 

Homem é preso após matar colega de trabalho com golpes de faca

 

Um homem foi preso em flagrante, na quinta-feira (27/05), após matar outro com facadas, no Recanto das Emas. Paulo Ferreira de Vasconcelos, 32 anos, era ajudante da vítima, o pedreiro conhecido como Júnior, de 35 anos. A dupla se desentedeu por questões relacionados ao trabalho.

 

O crime aconteceu por volta das 15h, em um terreno de obras da Quadra 204, Conjunto 4, Lote 8. Eles discutiam sobre o trabalho, quando um jurou o outro de morte. Segundo informações da 27ª Delegacia de Polícia (Recanto das Emas), depois da briga, o pedreiro demetiu o ajudante, que ficou bastante revoltado.

À tarde, Paulo Vasconcelos pegou uma faca, voltou até o local, e golpeou Júnior, que segundo a Divisão de Comunicação (Divicom) da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), ainda não foi identificado pois não estava com documentos.

O corpo da vítima foi encontrado pelo dono do terreno que acionou a Polícia Militar para contar a situação. A testemunha afirmou que suspeitava de Paulo. O ajudante foi localizado em via pública da Quadra 401 e preso.

De acordo com a 27ª DP, Paulo Ferreira confessou o crime durante o depoimento e disse ter matado Júnior porque havia sido ameaçado de morte antes pelo pedreiro. O preso afirmou aos agentes ter dado primeiro uma paulada e depois ter esfaqueado a vítima no pescoço com uma faca que havia comprado para realizar o crime.

Segundo informações da delegacia, Paulo estava sob o efeito de álcool quando foi apreendido. O próprio autor confessou ter ingerido bebida alcoólica antes do crime. Ele não tem passagem pela polícia e responderá por homicídio simples.

Fonte: Correio Braziliense


Homem é morto em Alexânia

Publicação: 28/05/2010 10:36 Atualização:

 Um homem foi assassinado, na noite desta quinta-feira (27/5), em Alexânia (cidade a 70 km de Brasília). Os policiais supeitam que o motivo do crime seja acerto de contas. A delegacia da região investiga o caso.

Márcio Greic da Silva Lima, 33 anos, estava em uma lanchonete, por volta de 18h30, quando o autor realizou vários disparos contra ele. A vítima foi socorrida e levada para o Hospital de Urgências de Anápolis, em estado grave, mas não resistiu e morreu por volta de 21h10. O acusado, que foi descrito como baixo e forte, fugiu e ainda não foi identificado, mas deve responder por homicídio doloso (com intenção de matar).

Fonte: Correio Braziliense


Sumiço de adolescente intriga agentes

Garoto de 15 anos teria sido levado por dois homens em 29 de janeiro quando voltava para casa, no Pedregal. Irmão de 11 testemunhou a violência e, segundo ele, sua irmã estaria no carro dos raptores

 

 Mara Puljiz
Publicação: 28/05/2010 10:36 Atualização: 28/05/2010 10:24

 

 

Josenaldo não tem notícias do filho há quatro meses: irmão de 11 anos (D) testemunhou o suposto sequestro - (Marcelo Ferreira/CB/D.A Press )

Josenaldo não tem notícias do filho há quatro meses: irmão de 11 anos (D) testemunhou o suposto sequestro

 

 

O desaparecimento misterioso de um menino de 15 anos, em 29 de janeiro deste ano, é investigado pela 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria). O adolescente Jeferson dos Santos Silva saiu de casa, na Vila Zequinha do Pedregal (GO), acompanhado do irmão de 11 anos, dizendo que iria a Brasília pedir ajuda de políticos para ganhar um lote para a família. Segundo o pai do jovem, o pintor Josenaldo Moreira da Silva, 44, os filhos saíram por volta das 7h e passaram a manhã e a tarde inteiras no Distrito Federal. Na volta, porém, ambos pegaram um ônibus para o Terminal Rodoviário de Santa Maria e seguiram para casa a pé, na escuridão da noite. No caminho, dois homens em um Golf de cor cinza teriam abordado a dupla. “Eles seguraram meu irmão pelo braço e colocaram dentro do carro. Nem eu e nem ele tivemos a reação de correr”, contou o garoto de 11 anos.

A ocorrência foi registrada por Josenaldo na manhã seguinte ao sumiço. Ele contou que Jeferson chegou a ligar por volta das 17h pedindo para o pai ir buscá-lo na parada de ônibus do Pedregal duas horas mais tarde. “Estava aguardando o ônibus, mas levei um susto quando vi o mais novo correndo por debaixo dos pés de eucalipto e chorando”, relatou o pai à reportagem do Correio. Ao perguntar onde estava Jeferson, o adolescente respondeu que ele havia sido levado por desconhecidos. No banco de trás do Golf, estaria a irmã deles, de 17 anos. Em depoimento na 33ª DP, o irmão de 11 anos afirmou: “Ela disse assim: fala pro meu pai que eu não vou judiar muito dele. Ele só vai pagar o que meu pai fez comigo”. Segundo Josenaldo, a adolescente saiu de casa depois de ter engravidado e está desaparecida desde o início do ano passado.

Sem notícia de Jeferson há quatro meses, Josenaldo diz que não tem conseguido dormir direito. O rapaz era o braço direito dele nos afazeres de casa e na criação dos três irmãos menores desde a morte da mãe em decorrência de câncer de mama, em 2005. “Às vezes estou jantando, mas quando lembro dele eu paro de comer na hora e vou para o canto chorar. Não sei o que pode ter acontecido. Passa tudo pela minha cabeça”, disse. O pintor revelou ter recebido várias informações do paradeiro do filho. “Já fui à polícia, ao Conselho Tutelar, procurei no Hospital de Base e até entre os mendigos da Rodoviária do Plano Piloto. Não tem mais onde procurar”, disse.

Esta não é a primeira vez que Jeferson desaparece. Em agosto de 2008, o menor saiu de casa com a irmã mais velha, mas voltou três meses depois. A irmã foi encontrada pela polícia em Samambaia, mas fugiu novamente em janeiro de 2009. “Como pai, eu tenho esperança de ele voltar, mas às vezes passa muita besteira pela cabeça e fico pensando se ele ainda está vivo, se está em cativeiro ou trabalhando por aí”, teme Josenaldo.

 

Rodoviária

 

 

Jeferson teria sido visto na Rodoviária do Plano Piloto - (Marcelo Ferreira/CB/Reprodução/D.A Press )

Jeferson teria sido visto na Rodoviária do Plano Piloto

 

 

A história intriga a Polícia Civil, que investiga o desaparecimento como um sequestro, mas também não descarta a possibilidade de o menor ter montado toda a história para o pai não descobrir seu paradeiro. Segundo uma professora de Jeferson que preferiu não se identificar, ele foi visto por uma aluna no mês de março na Rodoviária do Plano Piloto. “Ele contou que estava trabalhando no SIA e morando em Brazlândia e que a polícia não iria encontrá-lo”, disse a docente.

Os filhos de Josenaldo não estão incluídos no cadastro de desaparecidos da Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho (Sedest). Segundo Geisa da Cunha, chefe do Núcleo de Atendimento às Famílias de Pessoas Desaparecidas (Nuapd), atualmente 59 meninos e meninas têm paradeiro desconhecido no Distrito Federal, mas a maioria dos casos resolvidos são de jovens que fogem do lar. “A maioria sai de casa por maus-tratos, drogas ou conflito familiar, mas cada caso é um caso”, destacou.

 

De acordo com o delegado de plantão da 33ª DP, Paulo Francisco, foi instaurado inquérito policial para investigar o sumiço dos irmãos. A polícia fez o retrato falado dos dois homens que teriam raptado Jeferson com base nas informações do irmão de 11 anos. Eles seriam altos, negros, de cabelo crespo e com aproximadamente 25 a 30 anos de idade. “A ajuda da população é importante para resolver esse caso. A polícia trabalha com todas as hipóteses, mas o importante é que esse jovens apareçam”, disse o delegado.


DENUNCIE
Quem tiver alguma informação sobre o paradeiro dos irmãos pode ligar para o 197 da Polícia Civil ou para o Núcleo de Atendimento às Famílias de Pessoas Desaparecidas – NUAP pelo telefone:        (61) 3341-2839 

O número
59
Número de meninos e meninas com paradeiro desconhecido no Distrito Federal

Fonte: Correio Braziliense

 
Laudo final confirma suicídio de maníaco de Luziânia

 Naira Trindade
Publicação: 28/05/2010 08:19 

 

 

Pedreiro foi encontrado morto na cela em que estava preso - (Ronaldo de Oliveira/CB/D.A Press)

Pedreiro foi encontrado morto na cela em que estava preso

 

 

O Instituto de Medicina Legal de Goiânia concluiu os laudos da perícia que apurou a causa da morte do pedreiro Ademar Jesus da Silva, 40 anos, ocorrida em 18 de abril em uma cela da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc). Após ser preso por abusar sexualmente e matar sete adolescentes em Luziânia — município goiano distante 66km de Brasília —, o homem se matou usando uma corda trançada pelo tecido que envolvia o colchonete em que ele dormia na cadeia. O resultado dos exames mostra que o pedreiro morreu por asfixia provocada por enforcamento. Na época, a informação foi antecipada pelo Correio. Com esse desfecho, a Corregedoria da Polícia Civil de Goiás, que investiga o incidente na Denarc, espera encerrar o inquérito policial na próxima semana.

O corregedor Sidney Costa e Souza recebeu ontem os envelopes lacrados com o resultado dos exames do IML. Como não houve nenhuma surpresa nos resultados, agora ele vai elaborar a conclusão final do inquérito e arquivá-lo. “Foi suicídio. As investigações estão encerradas, mas a conclusão deve ficar pronta na semana que vem, no mais tardar até terça-feira”, explicou. Nesse inquérito constam os laudos cadavéricos, toxicológicos, depoimentos de presos de celas vizinhas, da delegada responsável pela Denarc, Renata Cheim, de agentes que estavam de plantão em 18 de abril e análises das imagens da câmera de segurança e dos materiais recolhidos na cela após o episódio.

A suspeita de suicídio, à época, foi apontada pelo médico legista responsável pela necrópsia Paulo Afonso Mendes de Campos. Em entrevista ao Correio dias depois do ocorrido, ele afirmou ter analisado o corpo minuciosamente e não ter encontrado nenhum sinal de resistência, lesão recente ou algo que desse a entender que Ademar Jesus resistiu ou foi enforcado por outra pessoa.

O sangue encontrado na camiseta de Ademar também apontava para enforcamento. Isso porque, no momento em que uma pessoa se enforca, há contrição de artérias e veias, as mucosas ficam inchadas e o sangue sai pelo nariz e pela boca. Naquele domingo, o pedreiro Ademar Silva foi encontrado sentado e com os pés apoiados no chão, posição que reforça o que chamam de suicídio de enforcamento incompleto. Quando isso acontece, a pessoa perde a consciência e o corpo desaba, levando-o à morte. O procedimento leva de dois a quatro minutos, no máximo.

 Saiba mais...

Ademar cometeu suicídio, confirma legista
Em 14 de abril, mãe de Ademar de Jesus havia comentado sobre segurança do filho na prisão
Ademar Jesus é encontrado morto em delegacia de Goiânia

Entenda o caminho de Ademar de Jesus entre a prisão e a liberdade


Com os resultados finalizados, o corpo do pedreiro pode ser retirado pela família a qualquer momento. Caso eles o ignorem, em 15 dias Ademar Jesus pode ser enterrado como indigente no cemitério de Goiânia. Nenhum parente do assassino confesso de seis jovens de Luziânia foi encontrado para comentar o assunto. Os três inquéritos que investigam as mortes dos sete meninos de Luziânia, no entanto, não serão concluídos. Segundo o delegado responsável pelo caso, Juracy José Pereira, as investigações devem continuar. “Ainda faltam alguns laudos e as investigações não devem ser encerradas por enquanto”, resumiu.

Memória
Mistério no Entorno

Um assassinato em série de sete adolescentes de 13 a 19 anos de Luziânia comoveu o país. O mistério começou em 30 de dezembro de 2009, quando Diego Alves, 13 anos, saiu de casa pela manhã para ir a uma oficina mecânica e nunca mais voltou. Seis dias depois, Paulo Victor Vieira Lima, 16 anos, desapareceu. Na sequência, a família de George Rabelo dos Santos, 17, também passou a buscar por notícias do jovem. O mesmo aconteceu com Divino Luiz Lopes da Silva, 16, Flávio Augusto Fernandes dos Santos, 14, e Márcio Luiz Souza Lopes, 19. Os desaparecimentos passaram a intrigar os moradores da cidade. Três meses depois do primeiro sumiço, as Polícias Federal e Civil de Goiás chegaram ao pedreiro Ademar de Jesus Silva, que confessou ter matado os garotos. Antes que o caso fosse completamente desvendado, porém, o homem foi encontrado morto em uma cela do Denarc. Depois, descobriu-se que Eric dos Santos, 15 anos, também havia sido vítima do maníaco. Esse crime o pedreiro não confessou.

Fonte: Correio Braziliense 


PM de Morrinhos prende padrasto que estuprava duas enteadas.

28/05/2010 Postado por: Karise Néris-Ten PMGO 

 

 

 

 

A equipe da 10ª CIPM - Morrinhos,composta pelos Soldados Menezes e Nicolau, recebeu solicitação de uma rapaz de 17 anos, amigo das vítimas, narrando que duas menores, de 17 anos e 15 anos, vem sendo estupradas há algum tempo pelo padrasto Ronaso Volmar dos Santos Mayer de 46 anos.

Uma das irmãs ligou no 190 denunciando que o autor estava com sua irmã dentro do quarto tentando estuprá-la. Ao chegar na casa, a referida equipe de serviço deparou com o autor saindo do quarto com o rosto arranhado. Diante da situação a outra vítima que estava fora do quarto, indignada com o estupro acontecido com sua irmã, foi também agredida pelo autor com socos no rosto.

Após a detenção do autor, ambas as vítimas relataram que vem sendo violentadas pelo padrasto desde quando tinham apenas 7 e 4 anos de idade. Segundo elas há alguns anos quando o autor começou a estuprá-las ele as presenteavam e algum tempo depois começou a ameaçá-las de morte com arma de fogo.

No interior da residência foi apreendido um revólver cal 38 marca rossi com 05 (cinco) munições intactas, além de revistas pornográficas, lubrificantes e ainda uma câmera digital filmadora onde o autor fez diversas filmagens estuprando as enteadas.

As vítimas, o autor e testemunhas foram encaminhados à Delegacia de Policia, onde foi lavrado seu flagrante por Estupro (art. 213 do Código Penal) e posse ilegal de arma de fogo (art. 14 da Lei 10.826).

Fonte: Major Ribeiro – Comandante da 10ª CIPM

Fonte: PM-GO

 

Larápios de motores de polpa são detidos por policiais militares


28/05/2010 Postado por: Rubens Alexandre do Carmo-Sgt PMGO

No Distrito de São José do Bandeirante/Nova Crixás-Go, policiais militares foram informados por proprietários de barcos que estavam ancorados as margens do Rio Araguaia, que quatro motores de poupa haviam sido furtados, e que os suspeitos estavam em uma picape Strada com placas de Goianesia.

De posse das informações, os policiais militares iniciaram diligências, conseguindo localizar o veículo ocupado por Rubens Dias Faleiro, de 43 anos, Glaisson da Silva Gomes, de 30 anos, e Thiago Pereira Damas, de 34 anos, com os motores na carroceria do veiculo. Os três foram conduzidos ao DP de Crixás onde foram autuados. (Rubens Alexandre)

Fonte: PM-GO

 
Durante abordagem de rotina, PM desarticula quadrilha de roubo de veículos

Os policiais de posse do endereço deslocaram a Rua 13C no Setor Garavelo, onde no local encontraram um VW/Gol com restrição de roubo no dia 24 de maio. Foram detidas no local Sthela Nunes Lopes da Silva, de 38 anos, (proprietária da residência)  e  Camila Rodrigues de Freitas, de 25 anos, que já possui passagens pela policia por tráfico de drogas. Os envolvidos foram encaminhados ao DP onde foram autuados. (Rubens Alexandre)

Fonte: PM-GO


PMs do 7º BPM prendem receptador de veículos roubados.
27/05/2010 Postado por: Karise Néris-Ten PMGO 

 

 

 

 

A equipe do 7º BPM, composta pelo Sargento Rosário e Soldado Oliveira, em patrulhamento na Rua Barão de Mauá, no Bairro Goiá iniciaram, nesta tarde (27), a checagem de placas de dois veículos que há muito estavam parados na entrada de uma residência, havendo também uma movimentação suspeita de pessoas.

Os policiais, ao checarem a placa dos dois veículos, confirmam que o Corolla – Toyota estava com caráter geral de roubo e uma moto Honda bis, a princípio, estava sem alteração.

Mas os PMs, não acreditando na veracidade daquela situação, conseguem pegar o número do chassi da mesma, constatando que a moto era também produto de roubo e estava com placa de outra moto com as mesmas características e modelo.

Diante da situação, os PMs solicitaram apoio ao Comandante do Policiamento da Unidade – Tenente Spíndola -  e seu auxiliar - Sd Baia - para fazerem a abordagem ao dono da propriedade.

O abordado, Cleiber de Jesus Tavares que responde por processos de receptação (art. 180 CP) e furto (art. 155 CP); confessa que estava na posse dos veículos, tinha ciência que os mesmos eram roubados, e que pretendia vendê-los o mais breve possível.

As equipes encaminharam o abordado ao 1º DP, onde será autuado por receptação; e caso seja reconhecido pelas vítimas – proprietários dos veículos – o mesmo responderá por roubo (artigo 157 do CP). Os veículos foram levados à Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos de Goiânia onde serão entregues aos respectivos donos.  

Fonte: Sargento Rosário - Comadante de viatura do 7° Batalhão.

Fonte: PM-GO

 

Publicação: 01/06/2010 10:36 Atualização: 01/06/2010 11:08

 

Thalita Lins

Publicação: 01/06/2010 11:10 Atualização: 01/06/2010 11:29

 


VIOLÊNCIA, CRIMES, MORTES... NO ENTORNO E BRASÍLIA-DF